Inglês Pinto sugere que se reanalise e reveja a composição da CNE, que está “fragmentada em estruturas partidárias”

(Foto: Adjali Paulo)

Jurista e ex-bastonário da Ordem dos Advogados reflecte, em entrevista ao Novo Jornal, sobre o momento político-eleitoral do país, e lamenta que reacções às reclamações das forças políticas concorrentes sejam elevadas a um tom de instabilidade. Relativamente à CNE, órgão no centro da polémica, Inglês Pinto defende a reforma na composição dos seus membros.

O ex-bastonário da Ordem dos Advogados, Inglês Pinto, sugere que se reveja a composição da Comissão Nacional Eleitoral (CNE). Mostra-se contrário à estrutura de uma instituição eleitoral onde navegam no mesmo barco concorrentes e entidades com poder de decisão sobre o pleito.

Refere, em entrevista ao Novo Jornal, que a CNE está “fragmentada em estruturas partidárias”. Pede calma e serenidade quando o assunto é a contestação de resultados eleitorais. (Novo Jornal Online)

DEIXE UMA RESPOSTA