Homem na Huíla mata amigo a tiro na caça furtiva

Suspeitos detidos pela PN (Foto: Morais Silva)

Um homem de 38 anos matou a tiro um amigo de 54 anos, involuntariamente, quando ambos se encontravam a caçar furtivamente nas dependências do Parque Nacional do Bicuar, no município da Matala, esta semana.

O facto foi dado a conhecer à Angop hoje, pelo porta-voz do Comando Provincial da Polícia Nacional, superintendente Carlos Alberto, tendo dito que o facto deu-se numa mata, onde dois se encontravam em caça furtiva e o autor, por descuido fez um disparo contra à vítima, causando-lhe morte imediata.

Fez saber que o mesmo já se encontra detido pelas autoridades locais, para instrução do competente processo-crime.

O homicídio involuntário consta do balanço semanal da operactividade policial e que comparativamente ao igual período anterior, a Polícia observou uma diminuição de dois casos.

Afirmou que nos últimos sete dias se registou ainda um outro homicídio, desta feita voluntário, no município de Caluquembe, por volta das 17H00, na via pública, após desavenças entre irmãos, em que o acusado de 31 anos, detido, espancou até a morte um irmão de 39 anos de idade.

O suspeito encontra-se igualmente detido no Comando Municipal de Caluquembe, a 193 quilómetros a norte do Lubango.

No período em análise, a Polícia alistou 59 crimes diversos, dos quais 19 contra pessoas, 31contra propriedade e nove contra ordem e tranquilidade pública. Nos delitos, 39 foram esclarecidos, resultando na detenção de 42 indivíduos como presumíveis autores. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA