Enfermeiros convocam nova greve de três dias para Outubro

(DR)

O anúncio de uma nova paralisação acontece depois de uma reunião “inconclusiva” com o ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes.

O Sindicatos dos Enfermeiros Portugueses (SEP) convocou esta quinta-feira uma nova greve para os dias 3, 4 e 5 de outubro, depois de uma reunião “inconclusiva” com o ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes. Apesar dos compromissos assumidos pelo Governo de António Costa, os sindicatos consideram que estes “não são suficientes para o acordo” com as estruturas sindicais.

Segundo avança o ‘Jornal de Notícias’, a tutela comprometeu-se a estender as 35 horas semanais de trabalho aos enfermeiros e prometeu aumentar o salário dos enfermeiros especialistas e rever as progressões na carreira já no próximo ano. Mas ainda assim os sindicatos exigem mais, embora o SEP não revele quais as reivindicações que estão na origem da nova paralisação.

O presidente do SEP, José Carlos Martins, afirmou que vai pedir uma com a Federação Nacional de Sindicatos de Enfermeiros, da qual fazem parte os Sindicato dos Enfermeiros (SE) e Sindicato Independente dos Profissionais de Enfermagem (SIPE) que convocaram a greve que termina esta sexta-feira, para “encetar convergências nas ações de luta”.

Esta sexta-feira cumpre-se o último de cinco dias de greve nacional dos enfermeiros, com concentrações junto do parlamento e da Presidência da República. Nos quatro primeiros dias de greve a adesão chegou aos 90%, com vigílias nas principais cidades do país. Várias cirurgias foram adiadas e muitas consultas canceladas. (Jornal Económico)

DEIXE UMA RESPOSTA