Dois altos funcionários rwandeses detidos por corrupção

Um dos pontos da capital do Rwanda (DR)

Dois altos funcionários rwandeses estão detidos desde segunda-feira última pelo seu envolvimento numa suposta transacção ligada à compra de material nos sectores da água e da electricidade, anunciou terça-feira a Polícia.

Segundo a fonte, trata-se de James Sano, director-geral da Empresa de Água e Saneamento (WASAC, sigla em inglês) e de Emmanuel Kamanzi, presidente da Empresa de Desenvolvimento e Energia Lda (EDC, sigla em inglêsL).

Um comunicado da Polícia indica que estes dois chefes foram objecto dum inquérito por corrupção possível no quadro duma transacção estimada em vários milhões de dólares americanos, relativamente à compra de material através dum concurso público ilegal.

Estas detenções ocorreram um pouco depois de o Presidente rwandês, Paul Kagamé, reeleito para um terceiro mandato, ter prometido lutar contra a corrupção e a burocracia ineficaz.

Falando na semana passada durante a cerimónia do emposse do novo Governo, o Presidente Kagamé advertiu os novos ministros de qualquer forma de mediocridade.

“A comunicação, a coordenação e a colaboração são essenciais para resolvermos questões difíceis como a má gestão de fundos e recursos públicos”, aconselhou o chefe de Estado. (Panapress)

DEIXE UMA RESPOSTA