Cuanza Norte: Província colhe mais de um milhão de toneladas de produtos agrícolas

População encorajada à aposta na agricultura (Foto: JILMAR ENOQUE)

Um milhão, 100 mil e 421 toneladas de produtos agrícolas diversos foram colhidas, na província do Cuanza Norte, por produtores organizados em associações e cooperativas de camponeses, no quadro da campanha agrícola 2016/2017.

Desta produção constam 972 mil e 270 toneladas de mandioca (cultura predominante na província), 25.999 toneladas de batata-doce, 14 mil e 766 toneladas de milho e 11mil e 095 toneladas de feijão, entre outras, informou hoje, à Angop, o responsável de secção do Instituto de Desenvolvimento Agrário (IDA) na província, Afonso Maria Eduardo Zaila.

A estes produtos juntam-se também o amendoim com 10 mil e 938 toneladas, a banana com 55 mil e 245 toneladas, o feijão macunde com três mil e 246 toneladas e os hortícolas (tomate, cebola, couve, repolho, cenoura, pimenta e outros) com seis mil e 861 toneladas.

No quadro da campanha agrícola 2016/2017 a província preparou 123 mil e 438 hectares de terras aráveis, das quais apenas mil e 275 hectares foram lavrados com recurso a mecanização agrícola.

Entretanto, o técnico esclareceu que, devido a insuficiência de máquinas agrícolas, as famílias camponesas apoiadas pelo IDA desenvolvem a actividade de campo ainda de forma tradicional.

Na campanha agrícola estiveram envolvidas 82 mil e 928 famílias camponesas dos dez municípios que compõem a província.

O Instituto de Desenvolvimento Agrário na província do Cuanza Norte funciona actualmente com 30 técnicos. O período de cultivo é repartido por três ciclos (Setembro/Dezembro, Fevereiro/Abril e Maio/Agosto).

Cuanza Norte é uma província situada no extremo oeste de Angola, tem uma extensão territorial de 20.252 quilómetros quadrados e congrega 10 municípios. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA