Conselho de Segurança reúne-se para discutir crise dos rohingya

Dalai Lama pede a Suu Kyi solução pacífica para a crise dos rohingya (DR)

O Conselho de Segurança da ONU vai reunir-se na quarta-feira para discutir a violência na Birmânia que levou mais de 300.000 muçulmanos da minoria Rohingya a fugir para Bangladesh, anunciou hoje o presidente da Etiópia.

O Reino Unido e a Suécia reclamaram hoje essa reunião urgente do Conselho de Segurança, uma vez que se adensam as preocupações internacionais perante a violência no país.

O Alto Comissário das Nações Unidas para os Direitos do Homem, disse hoje que a forma como a Birmânia está a tratar a minoria muçulmana rohingya aparenta “um exemplo clássico de limpeza étnica”.

“A Birmânia tem recusado o acesso dos inspectores (da ONU) especializados em direitos humanos. A avaliação actualizada da situação não pode ser integralmente realizada, mas a situação parece ser um exemplo clássico de limpeza étnica”, disse Zeid Ra’ad Al Hussein na abertura da 36.ª sessão do Conselho dos Direitos do Homem das Nações Unidas, em Genebra. (Notícias ao Minuto)

por Lusa

DEIXE UMA RESPOSTA