CNE conclui apuramento dos votos reclamados

Júlia Ferreira- Porta Voz da CNE (Foto: Gaspar dos Santos)

A Comissão Nacional Eleitoral concluiu neste domingo o apuramento dos votos reclamados das eleições gerais de 23 de Agosto, informou a porta-voz desse órgão, Júlia Ferreira.

Em relação à província do Uige, a responsável informou que foram reclamados 720 boletins de voto e após o apuramento da CNE se deliberou que 57 são votos válidos distribuídos em 29 para o MPLA, oito para FNLA, cinco para APN, três para CASA-CE, sete para a Unita e cinco para o PRS.

Do total dos boletins reclamados, 663 foram considerados nulos.

Ao referir-se à província do Huambo, disse que foram reclamados 225 boletins de voto, dos quais 42 são válidos, sendo distribuídos um para FNLA, um para CASA-CE, dois para UNITA, 37 para o MPLA e cinco para o PRS.

Dos votos reclamados, 179 foram considerados nulos.

Júlia Ferreira disse que na plenária se analisou igualmente a reclamação de um partido politico que alegava a falsidade de um boletim de voto, tendo-se recorrido aos instrumentos adequados para verificação dos elementos de segurança aprovados pela CNE, tendo concluído que o mesmo continha todos os elementos válidos.

Relativamente à conferência de imprensa de alguns líderes de partidos políticos da oposição, disse que a CNE “desde logo manifesta a sua profunda indignação pela natureza leviana das acusações difamatórias desprovidas de pendor da verdade” que foram apresentadas no comunicado feito pelos partidos concorrentes.

Na conferência de imprensa, realizada hoje pelas formações políticas UNITA, CASA-CE, PRS e FNLA, afirmaram ser inconstitucional o apuramento definitivo provincial por, na maioria dos casos, colidir com o plasmado na Lei.

Disse que, em face disso, a CNE deliberou que vai fazer uma análise mais profunda a fim de tomar uma decisão com mais propriedade.

Os resultados definitivos das eleições devem ser anunciados até dia 6. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA