China aumenta compra de petróleo

(DR)

As importações de petróleo, de minério de ferro e de cobre da China aumentaram na comparação anual de Agosto, referem dados preliminares divulgados pela Administração Geral de Alfândega do país.

No mês passado, as compras chinesas de petróleo bruto mostraram um avanço anual de 3,4%, na ordem de 33,98 milhões de toneladas. Já as importações de minério de ferro subiram 1,1% em Agosto, perante igual mês do ano passado, cifrando-se em 88,66 milhões de toneladas, enquanto as de cobre tiveram um acréscimo de 11 %, totalizando 390 mil toneladas.

Entre Janeiro e Agosto, as importações de petróleo bruto da China subiram 12 % perante o mesmo período de 2016, passando para 281,05 milhões de toneladas, e as de minério de ferro cresceram 6,7%, alcançando 713,98 milhões de toneladas, mas as de cobre diminuíram 13 %, equivalentes a 3,01 milhões de toneladas.

Os dados também mostraram que a China exportou 260 mil toneladas de petróleo bruto em Agosto, 18 % mais do que em igual mês do ano passado. No acumulado de Janeiro a Agosto, as exportaçõeschinesas de petróleo atingiram 3,14 milhões de toneladas, representando um salto de 86%.

O Governo de Pequim está pronto para lançar contratos de futuros de petróleo em yuanes, moeda chinesa, com a sua possível conversão em ouro. Vários especialistas acreditam que essa medida pode mudar radicalmente as regras do jogo no mercado do petróleo, já que permitirá aos exportadores de matérias-primas evitar o uso do dólar norte-americano.

Tomando em conta que a China é o maior importador de petróleo do Mundo, os contratos de futuros em yuanes têm todas as hipóteses de se tornarem o novo padrão no mercado. Um contrato de futuros é um acordo que obriga as partes a comprar ou vender um activo por um preço fixo e para ser entregue em um prazo estipulado antecipadamente.

Actualmente, apenas os contratos de petróleo WTI e Brent são negociados no mercado de futuros mundiais. (Valor Económico)

DEIXE UMA RESPOSTA