Cerca de 25 por cento da população angolana é analfabeta, diz ministro da Educação

Governador provincial do Uíge , Mpinda Simão (Foto: Lucas Neto)

Mpinda Simão reconhece que a crise financeira tem impedido o Governo de pagar alfabetizadores e comprar materiais didácticos

O ministro da Educação de Angola revelou que cerca de 25 por cento da população angolana é analfabeta e que 500 mil pessoas estão a ser alfabetizadas em todo o país.

Mpinda Simão fez estas afirmações nesta sexta-feira, 8, em Luanda, para marcar o Dia Mundial do Analfabetismo.

“Garantir que o analfabetismo não constitua factor de exclusão” é, para Simão, um desafio de Angola, onde 24,7 por cento da população de quase 28 milhões de pessoas não sabem ler.

O governante admitiu que a crise económica que afecta o país desde 2014 tem impedido o Governo de comprar materiais didácticos e pagar os subsídios a alfabetizadores e facilitadores, mas reiterou haver “uma demonstração clara do espírito de sacrifício, que caracteriza os alfabetizadores, facilitadores, formadores e todos os agentes envolvidos no processo”.

Neste momento cerca de 500 mil pessoas participam no programa de alfabetização.

“A governação electrónica, a expansão da rede digital no país e o aumento das condições para um maior acesso à internet são já uma realidade em pelo menos todas as sedes municipais do país”, disse Mpinda Simão, lembrando estar em curto a construção de 25 mediatecas irá levar a educação a todo o país. (VOA)

DEIXE UMA RESPOSTA