Carlos Morais “salva” Angola da humilhação

Arquivo (Foto: Clemente dos Santos)

A selecção nacional venceu sexta-feira a sua similar do Uganda por 94-89, na primeira jornada do Afrobasket2017, num jogo em que Carlos Morais, com 21 pontos, confirmou o seu estatuto de líder, bem coadjuvado por Yanick.

O atleta do Sport Lisboa e Benfica, melhor triplista do Afrobasket2011, marcou cinco triplos em nove tentados, evidenciando-se como especialista nesta posição.

Depois de um primeiro período em branco, o jogador de 31 anos acertou quando faltavam dois minutos para terminar o segundo quarto. Até ao intervalo tinha apenas um convertido.

No último período, quando a equipa mais precisou, “apareceu” e devolveu a esperança aos adeptos angolanos.

Morais foi também o jogador mais utilizado, com 33.49 minutos, ao passo que Gerson Lukeny, com 6.22, foi o menos utilizado, num encontro onde o técnico experimentou todo o plantel.

Yanick Moreira, com 13 pontos, foi o melhor no prolongamento, além de se destacar como melhor ressaltar da selecção nacional, com sete, sendo cinco defensivos e dois ofensivos.

Armando Costa e Reggie Moore, com três assistências cada, destacaram-se neste item.

Angola venceu o terceiro e quartos período, por 27-19 e 28-21, depois de ter perdido os dois primeiros, por 10-22, 19-22. (Angop)

1 COMENTÁRIO

  1. foi muito bom isso acontecer para nos analisar bem o nosso tipo de desempenho nestas grande competições E TAMBÉM PARA A Selecção SER MAIS SERIA PORQUE ELES estão a trabalhar muito

DEIXE UMA RESPOSTA