Angola LNG fornecerá gás a empresa holandesa

TELMA INGLÊS, DIRECTORA EXECUTIVA DA ANGOLA LNG (FOTO: PEDRO MONIZ VIDAL)

A Angola LNG fornecerá gás natural liquefeito à empresa holandesa Vitol, nos termos de um contrato de vendas assinado entre as duas companhias, anunciou hoje, em comunicado, o consórcio industrial

Segundo o comunicado distribuído à Angop, publicado simultaneamente em Angola e no Reino Unido, a ALNG fará entrega de carregamentos à Vitol em diversos pontos do mundo.

“Este acordo de venda é um passo importante para a Angola LNG e demonstra a nossa capacidade de responder às necessidades dos nossos clientes e do mercado”, destacou o responsável de marketing do consórcio industrial, Artur Pereira.

Por seu turno, o director de LNG da Vitol, Pablo Galante Escobar, considerou “empolgante” o passo que dá a empresa, conhecida uma “longa história de investimentos e parcerias em África”.

A Angola LNG é um projecto integrado de aproveitamento de gás. Inclui uma fábrica de processamento de LNG no onshore, um terminal marítimo e instalações de carregamento, bem como a possibilidade de proceder ao desenvolvimento de gás não associado (NAG).

O consórcio industrial recolhe, processa e comercializa anualmente cerca de 5,2 milhões de toneladas de LNG (incluindo fornecimentos de gás natural ao mercado doméstico) e líquidos (propano, butano e condensados), a partir da sua fábrica na cidade do Soyo, província angolana do Zaire.

Os accionistas da Angola LNG Limited são a angolana Sonangol (22,8%), a norte-americana Chevron (36,4), a britânica BP (13,6), a italiana ENI (13,6) e a francesa Total (13,6).

A Vitol é uma empresa de energia e commodities. O seu principal negócio é a comercialização e distribuição de produtos energéticos a nível global.

Fundada em Roterdão, Holanda, em 1966, a Vitol comercializa, diariamente, mais de sete milhões de barris de petróleo e derivados, cujo transporte é assegurado por 250 navios. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA