A grande festa dos líderes Bantu para receber Sindika Dokolo e Isabel do Santos no Brasil

Sindika Dokolo e Isabel dos Santos (DR)

O Conselho director e de Ministros do Instituto Latino Americano de Tradições Bantu (ILABANTU), sediado na cidade de Itapecerica da Serra, zona sul da capital paulista, prepara uma grande festa de recepção a Sindika Dokolo e Isabel dos Santos, no âmbito do III Seminário de Comunidades Tradicionais Bantu, que decorre a 12 de Outubro.

O evento terá como ponto alto a atribuição do título de Grande Benemérito da Cultura Tradicional Bantu Brasileira a Sindika Dokolo, conforme já tinha avançado ao Novo Jornal Online o coordenador-geral do ILABANTU, o brasileiro Taata Nkisi Katuvanjesi, ou Walmir Damasceno.

“Sindika Dokolo confirmou presença no evento às 14h do dia 12 de Outubro”, indica a mensagem promocional do III Seminário de Comunidades Tradicionais Bantu, onde se lê que Isabel dos Santos também “foi convidada e está sendo esperada com grande expectativa”.

“Para receber o casal Sindika Dokolo e Isabel dos Santos, o Conselho director e de Ministros do Instituto Latino Americano de Tradições Bantu (ILABANTU), está preparando grande festa que inclui apresentação de grupos de capoeira, makulelê, jongo, samba de roda e tambor de crioula, manifestações da cultura bantu repensada e reconstruída no Brasil”, antecipa a nota, enviada à redacção do Novo Jornal Online.

Segundo a mensagem, a homenagem ao coleccionador de arte congolês será extensiva à sua mulher, a empresária Isabel dos Santos, bem como a Fabya Reis, Secretária de Promoção da Igualdade Racial do Governo do Estado da Bahia.

O III Seminário de Comunidades Tradicionais Bantu pretende “promover, valorizar e dar visibilidade à cultura bantu e tradições afro-brasileiras em todo Brasil”, adianta a organização, acrescentando que o evento antecede o IV Encontro Internacional das Tradições Bantu (Ecobantu).

Em análise estarão temáticas como políticas públicas de promoção da igualdade racial, combate à intolerância religiosa e património histórico e cultural dos Bantu, civilização etnolinguística localizada principalmente na África Subsaariana, que engloba cerca de 400 subgrupos étnicos diferentes.

“Quase todas as populações da África Subsaariana, abaixo do Equador, descendem desta etnia”, que para lá migrou há cinco mil anos, o que equivale a “um curto espaço de tempo na escala evolutiva humana”, mostrando assim ser uma migração “muito bem-sucedida”, indica o coordenador-geral do Instituto Latino Americano de Tradições Bantu (ILABANTU), Taata Nkisi Katuvanjesi, ou Walmir Damasceno. (Novo Jornal Online)

DEIXE UMA RESPOSTA