Viadutos vão melhorar trânsito em Luanda

EDIFICAÇÃO DO NÓ VIÁRIO DO ZANGO/VIANA (ARQUIVO) (FOTO: GASPAR DOS SANTOS)

Os constrangimentos no trânsito automóvel, a nível da cidade de Luanda, poderão reduzir substancialmente nos próximos dias, com a entrada em funcionamento dos viadutos da estrada de Catete, Camama, Boa Vista, Zango e Centralidade do Kilamba.

A informação foi avançada nesta sexta-feira pelo ministro da Construção, Carlos Fortunato, quando falava à imprensa no final de uma visita de constatação às obras do viaduto da Unidade Operativa, que tem uma extensão de 510 metros, 20 metros de largura, duas faixas de rodagem em cada sentido e uma altura de 5,5 metros.

Segundo o governante, as obras dos referidos viadutos estão na fase final e a pretensão é fazer a entrega à população de Luanda nos próximos dias.

As obras da cidade de Luanda foram programadas de forma alargada, com a estratégia de priorizar algumas vias que se enquadram no acesso ao novo Aeroporto Internacional de Luanda no município de Icolo e Bengo, e oferecer uma melhoria na mobilidade do trânsito na cidade.

Foram identificados alguns nós que causavam embaraço no trânsito automóvel e dos quais foram priorizado o da Estrada de Catete (Unidade Operativa), Rotunda do Camama, Boa Vista, entrada do Zango e da centralidade do Kilamba.

Nos próximos dias terão inicio os da Corimba (junção da marginal sudeste à estrada da Samba), as obras da estrada 230 ao novo Aeroporto Internacional, entre outras obras que já estão definidas.

O nó da Boa Vista permite o acesso a Norte, via Cacuaco, interceptando a avenida Fidel de Castro para o novo Aeroporto Internacional e constitui igualmente um acesso fácil para o centro de cidade Luanda.

Por outro lado, a nível nacional há obras de melhoria das estradas em curso, nomeadamente, a estrada nacional 100 de Cabo Ledo até ao Lobito, a 120 do Alto Dondo até o rio Keve e a 230 no troço Lucala a Malange, constituindo os principais corredores reabilitados no âmbito da linha de crédito da China.

A par destas, acrescentou, há outras obras espalhadas pelo país a estrada 180 no troço Luena (Dala) – desvio do Lucapa, a complementação da 225. (ANGOP)

DEIXE UMA RESPOSTA