Ler Agora:
Tiroteio junto à prisão de Kinshasa na República Democrática do Congo
Artigo completo 2 minutos de leitura

Tiroteio junto à prisão de Kinshasa na República Democrática do Congo

Entre Maio e julho, a prisão de Makala registou uma série de ataques e evasões e cerca de quatro mil detidos aproveitaram para fugir.

Um tiroteio foi esta segunda-feira ouvido junto à prisão central de Kinshasa, alvo em maio de ataques que levaram à evasão de mais de quatro mil detidos, relataram residentes na zona. “Durante cerca de uma hora ouviram-se disparos em volta da prisão de Makala. Não há circulação, as ruas estão vazias aqui em Selembao”, bairro popular do centro de Kinshasa onde se situa a penitenciária, disse à agência France Presse Emmanuel Cole, um defensor dos direitos dos detidos.

“São tiros de armas ligeiras”, precisou um habitante, Philemon Mboko, que acrescentou que um responsável da polícia foi morto. Um porta-voz da polícia, coronel Pierrot-Rombaut Mwanamputu, limitou-se a dizer que “passa-se alguma coisa em Selembao” e que a polícia está a tentar “perceber exatamente o que se passa”.

Entre Maio e julho, a prisão de Makala registou uma série de ataques e evasões e cerca de 4.000 detidos aproveitaram para fugir. Os ataques ocorrem num contexto de crise política na República Democrática do Congo, dada a continuação no poder do Presidente, Joseph Kabila, cujo mandato terminou a 20 de dezembro de 2016. (Correio da Manha)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »