PRS garante serviços de qualidade ao cidadão, diz primeiro secretário

PRESIDENTE DO PRS BENEDITO DANIEL (FOTO: INÁCIO SABINO)

O programa de governação do PRS (Partido de Renovação Social) para o período de 2017/2022 garante serviços de qualidade ao cidadão, quanto à formação, à assistência dos órgãos de justiça e de outras instituições sociais, afirmou hoje (quinta-feira), no Cuito, o primeiro secretário da organização, António Armando.

Para se alcançar tal desiderato, indicou a fonte, o PRS, caso ganhe as eleições de 23 de Agosto, e sobretudo tendo em conta os desafios do país, vai implementar o federalismo, que garante atendimento igual a todos nas instituições do Estado.

Quanto à justiça, revela que o PRS vai implementar leis, aplicadas de igual forma para todos, sem olhar para os cargos públicos ou outra influência social.

Para ele, os órgãos de justiça devem ser independentes (tribunais e outros) para justificarem a sua acção, em benefício do cidadão, salientando que, com o federalismo, vai permitir aos tribunais e outros órgãos de justiça actuarem de forma isenta.

Outrossim, o primeiro secretário do PRS no Bié frisou que, caso a organização ganhe o pleito eleitoral, vai-se trabalhar para uma educação de qualidade, em que a actualização de carreira e a mudança de categoria dos professores será feita em função do tempo de serviço e nível académico e não por via de concurso público.

Para tal, vai reforçar a inspeção escolar para salvaguardar o bom funcionamento dos professores nas escolas, responsabilizar os docentes e estimular o aluno à investigação científica, para que os problemas da sociedade sejam igualmente debatidos nas universidades e outras instituições de ensino, e, sobretudo, tenham a participação da sociedade civil.

De acordo a fonte, o professor terá um salário satisfatório, sublinhando que acção vai contribuir no combate a quaisquer actos de corrupção (gasosa), que muitas das vezes, afecta alunos “preguiçosos” com tendência de eludir o professor para atingir os seus propósitos.

O primeiro secretário do PRS no Bié aproveitou o momento para despertar os candidatos à presidência da República e seus representantes, a fim de terem um discurso de reconciliação, de paz e de unidade nacional, que leva o angolano a reflectir sobre o desenvolvimento do país.

Para ele, as eleições gerais, marcadas para 23 de Agosto, devem ser uma festa e, acrescentou, não mais um motivo de pessoas de má-fé insinuar a sociedade, sobretudo os jovens à discórdia ou à intolerância política.

O PRS, formação política fundada a 18 de Novembro de 1990, sempre defendeu a bandeira do federalismo como a melhor forma de organização do Governo.

Nas eleições de 2012, o partido, liderado por Benedito Daniel, obteve 98 mil e 233 de votos, o que lhe permitiu eleger três deputados à Assembleia Nacional (Parlamento). (ANGOP)

DEIXE UMA RESPOSTA