Portugal teve mais de 21 milhões de turistas no ano passado

Segundo a OCDE, em 2015 o número de estrangeiros em Portugal desceu para 389 mil pessoas (Getty Images)

Os máximos históricos foram quebrados e o sector turístico nacional confirmou o melhor ano de sempre. Este ano, esperam-se novos recordes.

O sucesso é inegável e confirma-se nos dados divulgados esta manhã pelo Instituto Nacional de Estatística: “A actividade de alojamento turístico em Portugal (hotelaria, turismo no espaço rural e alojamento local) registou 21,3 milhões de hóspedes (+11,1%) e 59,4 milhões de dormidas (+11,6%), o que correspondeu a uma aceleração face a 2015 (+10,9% e +9,1%, respectivamente)”.

“Os proveitos totais e os de aposento do sector de alojamento turístico ascenderam, respectivamente, a 3,1 mil milhões de euros e 2,3 mil milhões de euros, com assinaláveis crescimentos de 18,1% e 19,2% (+15,0% e +16,7%)”, completa o INE, num relatório publicado esta sexta-feira.

O turismo nacional confirma assim os máximos históricos, que prometem ser quebrados já este ano tendo em conta os valores mensais divulgados até agora.

“As dormidas dos residentes (14,2 milhões) evidenciaram um crescimento de 6,3% (+5,7% em 2015) e as de estrangeiros (37,2 milhões) aumentaram 12,1% (7,5% em 2015). O rendimento médio por quarto disponível na hotelaria (RevPAR) foi de 44,6 euros, correspondente a um acréscimo de 14,2% face ao ano anterior (+13,4% em 2015).”

“Relativamente a turismo internacional, verificou-se que os estrangeiros que visitaram Portugal entraram principalmente por rodovia (55,6%). Por avião chegaram 41,0% dos visitantes e o remanescente em navios de cruzeiro. Cerca de 69% dos turistas não residentes chegados a Portugal vieram por lazer, recreio ou férias. As visitas a familiares ou amigos atraíram 20,3% dos turistas enquanto os motivos profissionais ou de negócios corresponderam a 8% do total”, explica ainda o INE. (Notícias ao Minuto)

DEIXE UMA RESPOSTA