Perito que parou vírus WannaCry detido e acusado de criar software para atacar bancos

(tecnologia.com)

O especialista britânico em segurança informática que ajudou a parar o vírus informático WannaCry foi detido nos Estados Unidos, acusado de criar software destinado a atacar bancos.

Marcus Hutchins, conhecido por ‘Malwaretech’, foi detido na quarta-feira em Las Vegas onde decorreu um encontro de ‘hackers’, segundo anunciou o departamento de Justiça dos Estados Unidos.

O especialista em segurança cibernética é acusado de ter criado e distribuído um ‘software’ – Kronos -que foi concebido para roubar informações relacionadas com bancos on-line.

O Kronos terá sido configurado para atacar sistemas bancários no Reino Unido, Canadá, Alemanha, Polónia e França, segundo as autoridades judiciárias norte-americanas.

Marcus Hutchins foi identificado como o principal responsável pela anulação do maior ataque cibernauta à escala global dos últimos tempos.

O jovem britânico, com 22 anos, a trabalhar a partir do seu quarto em Ilfracombe, uma pequena cidade costeira inglesa, foi o mais rápido a descobrir o “kill switch” que travou o WannaCry, vírus responsável pelo ataque de “ransomware” (um software que bloqueia o acesso ao sistema do computador infetado e pede ao seu utilizador um resgate para o desbloquear), que infetou centenas milhares de computadores em cerca de 150 países.

O jovem, que trabalha para a Kryptos Logic, uma empresa de segurança informática sedeada em Los Angeles, rejeitou na altura o papel de “herói” e sublinhou mesmo ser um entre muitos a combater o cibercrime, porque “é a coisa certa a fazer”. (Sic Notícias)

por Lusa

DEIXE UMA RESPOSTA