“Ontem foi o dia com maior número de incêndios” em Portugal este ano

(DR)

Adjunta da Protecção Cvil fez esta manhã o rescaldo das operações que estão em curso.

A adjunta de operações da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), Patrícia Gaspar, fez esta manhã o rescaldo das operações que estão em curso no terreno para fazer frente aos incêndios que decorrem neste momento em Portugal.

Patrícia Gaspar começou por afirmar que com 215 ocorrências, o dia de ontem, 10 de agosto, foi aquele em que se “registou o maior número de incêndios em território nacional desde o dia 1 de janeiro.

“Os distritos mais afetados foram os do Porto (45), Coimbra (26), Braga (24) e Lisboa (19). De referir que destas ocorrências, apenas o incêndio de Setúbal, em Grândola, não foi dominado dentro do dia de ontem”, afirmou a responsável da ANPC.

Todas estas ocorrências obrigaram à intervenção de 5.385 operacionais e mais de 1.500 veículos, Hoje, há já oito ocorrências, sendo os incêndios de Abrantes e de Grândola os que suscitam maior preocupação, embora “já apresentem sinais de que estão a ceder aos meios e operações de combate a decorrer no terreno”.

Em Abrantes, estão neste momento “731 operacionais, 240 veículos e está em curso a mobilização de meios aéreos”, que serão oito no total: dois Canadairs portugueses, dois espanhóis, um de Marrocos, dois aviões médios anfíbios e um helicóptero de coordenação. Já em Grândola, estarão 228 operacionais com 74 veículos e, em breve, com mais dois meios aéreos.

Segundo a Proteção Civil, devido ao incêndio, estão cortadas as Estradas Municipais 358, 544,1212-1.

Por dominar, às 09:00 estava também o incêndio que deflagrou às 15:07 de quinta-feira nas freguesias de Azinheira dos Barros e São Mamede do Sádão, no concelho de Grândola, distrito de Setúbal.

Este fogo tem duas frentes ativas e mobilizava 228 operacionais, com o auxílio de 74 veículos e vão ser acionados helicópteros para apoiar o combate.

“Vamos manter os reforços nos teatros de operações: 26 grupos de reforços dos corpos de bombeiros, dois aviões Canadair de Espanha, um de Marrocos e oito pelotões de militares”, adiantou.

Patrícia Gaspar disse ainda que vai ser mantido o alerta laranja para os 18 distritos de Portugal continental, uma vez que a previsão meteorológica para o dia de hoje aponta para temperaturas elevadas e vento.

“Para hoje, espera-se um cenário semelhante ao de ontem. Temperaturas muito altas no Alentejo e Vale do Tejo, esperando-se máximas de 39 graus em alguns locais. Vento com possibilidade de rajadas nas terras altas e índices de humidade reduzida”, disse.

A responsável acrescentou que durante o dia de hoje vão ser contabilizados os danos dos incêndios, e adiantou que terão ardido alguns barracões, anexos e casas de arrumos, no fogo de Abrantes. (Notícias ao Minuto)

por Lusa

DEIXE UMA RESPOSTA