MPLA aposta forte na Saúde e Educação

MILITANTES DO MPLA EM LUANDA (ARQUIVO) (FOTO: LINO GUIMARAES)

O MPLA vai fazer “significativos investimentos” nos sectores da saúde, educação, transportes, energia e água, saneamento básico, cultura e desporto escolar – para o bem-estar da população -, caso vença as eleições, garantiu hoje, no Uíge, o candidato do partido a Presidente da República, João Lourenço.

Durante um comício dirigido a milhares de militantes, simpatizantes e amigos do MPLA, na Praça da Independência, na cidade do Uíge, João Lourenço reiterou que os investimentos nas infra-estruturas que o MPLA se propõe a realizar decorrem da necessidade de levar o crescimento a todo o país, afirmando que a missão do seu partido é garantir o progresso e o desenvolvimento.

O político destacou ainda alguns investimentos já executados no sector da energia, como o Aproveitamento Hidroeléctrico de Laúca, inaugurado na sexta-feira pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos, que vem aumentar a oferta de energia em todo o país.

“Uíge é uma das províncias que nesta primeira fase do arranque de Laúca será beneficiada com a entrada em funcionamento deste importante aproveitamento hidroeléctrico”, disse João Lourenço, especificando que do conjunto dos investimentos da agenda do futuro Governo do MPLA consta, igualmente, o aumento de oferta de salas de aulas para o ensino primário, secundário e universitário.

A redução da taxa de mortalidade infantil, a melhoria do saneamento básico, o aumento da alfabetização e da esperança da vida foram também apontados como desafios a serem vencidos.
Homenagem à cultura

João Lourenço destacou igualmente o valor da cultura e afirmou que um povo que não a tem está condenado à derrota. “O nosso país acaba de ter uma grande conquista com o reconhecimento internacional do centro histórico de MBanza Kongo como património cultural da humanidade. Isto honra todos os angolanos e nos diz o quão importante é a preservação da nossa cultura”, destacou. À semelhança do que tem acontecido em outras províncias por onde passou, no Uíge, João Lourenço foi brindado com a presença de milhares de pessoas, naquele que foi o regresso à província, um mês depois de a ter visitado.

Após duas semanas desde o início da campanha eleitoral, o candidato do MPLA pediu voto no seu partido, tendo afirmado que “votar no número 4 é votar no partido que promoveu as grandes mudanças registadas em Angola”.
O MPLA, lembrou, conduziu o fim do colonialismo e trouxe a Independência, pôs fim ao sistema de partido único para a instauração da democracia, implementou a economia de mercado, trouxe a paz e está a operar a mudança dos escombros do pós-conflito do país, para o desenvolvimento.

Problemas identificados

O director provincial do Comércio, Hotelaria e Turismo, Bosseke Mansony, afirmou que João Loureço conhece e tem bem identificados os problemas da região e acredita numa vitória nas eleições gerais.
O antigo representante da UNITA na Holanda, João Culolo, agora militante do MPLA, disse que João Lourenço foi realista ao afirmar que foi o seu partido que lutou firmemente para a conquista da Independência Nacional, da paz definitiva. (Jornal de Angola)

DEIXE UMA RESPOSTA