Missão de peritos da UE reúne-se com a UNITA

Raúl Danda - Vice-presidente da UNITA (Foto: Francisco Miúdo)

Uma delegação da UNITA reuniu-se esta quarta-feira, 9 de Agosto de 2017, com a missão de peritos da União Europeia que está em Luanda, para trabalhar durante o pleito eleitoral.

Chefiada pelo seu Vice-presidente, Raúl Manuel Danda, a delegação da UNITA apresentou à missão da UE inquietações que se prendem com o andamento do processo eleitoral.

“Estivemos a trocar impressões sobre aquilo que são os nossos pontos de vista em relação a forma como a Comissão Nacional Eleitoral (CNE) insiste em querer fazer a transmissão dos resultados, onde se se confunde a transmissão com a transportação dos resultados, estivemos também a dizer quais são os desafios que a UNITA tem pela frente da forma inquinada como anda este processo”, confirmou o número dois da hierarquia da UNITA, aos jornalistas, no final do encontro com a missão de peritos da União Europeia.

”Se tivéssemos aqui uma missão de observação eleitoral, tal como a UNITA queria, podíamos, de facto, ter observadores a verem como é que o processo está decorrer, essa corrupção eleitoral que tem estado a ser feita pelo MPLA e pelo seu candidato, a forma como as pessoas são transportadas como animais para encher os comícios, com fins de justificar algum resultado, como é que as pessoas estão a ser coagidas a irem para os comícios”, adiantou o político, sublinhando que “uma observação eleitoral não se pode cingir apenas no acto de votação, tem sempre aquilo que vem antes, durante a votação e aquilo que vem depois”.

O Vice-presidente da UNITA denunciou ainda a Comissão Nacional Eleitoral de pretender inventar procedimentos que não são previstos na lei, como o porte de telefones pelos delegados de lista.

“Não conseguimos entender por que é que a CNE anda a inventar alguma coisa que não está na lei, proibindo delegados de lista a terem telefones nas assembleias de votos, não faz sentido nenhum. Vamos esperar que o bom senso prevaleça e a CNE deixe de fazer essas tropelias que só prejudicam o processo”, disse.

A delegação da UNITA aproveitou o ensejo para proceder a entrega do seu Memorando sobre o Processo Eleitoral à missão da União Europeia.

O Vice-presidente da UNITA anunciou a realização na quinta-feira, 10 de Agosto, de um encontro do género com a missão de observação da SADC, que também se encontra em Luanda, no âmbito das eleições gerais de 23 de Agosto. (Portal UNITA)

DEIXE UMA RESPOSTA