Malanje: Barragem hidroeléctrica da Laúca vai beneficiar oito milhões de famílias

Malanje : Ministro da energia e aguas, João Baptista Borges, fala em conferência de imprensa sobre a inauguração da barragem de Lauca (Foto: Pedro Parente)

Oito milhões de famílias vão beneficiar de energia eléctrica com a entrada em funcionamento da Barragem Hidroeléctrica de Laúca, localizada em Malanje, cuja inauguração da primeira unidade geradora está prevista para sexta-feira, revelou o ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges.

O titular da pasta, que falava hoje, quinta-feira, em conferência de imprensa, disse que o empreendimento vai gerar 2.070 megawatts de energia, podendo ser interligado aos sistemas eléctricos norte, centro e sul do país.

A barragem deve ser inaugurada pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos.

Com a entrada em operação de Laúca, de acordo com o ministro, concretiza-se mais uma etapa do programa de desenvolvimento do Executivo angolano virada para o aumento da capacidade de produção de energia.

João Baptista Borges frisou que estão a ser instaladas novas linhas de transportes de energia que atravessarão grande parte do território nacional para escoar a energia produzida na região.

Avançou que para o caso das províncias do Huambo, Benguela Huíla e Cabinda estão a ser desenvolvidos projectos para estender as redes com vista ao abastecimento, incluindo das zonas periféricas.

Situada em Malanje, a barragem de Laúca está avaliada em 4,5 mil milhões de dólares, envolvendo a construção, produção, fornecimento e sistema de transporte de energia.
O Complexo Hidroeléctrico de Laúca é a terceira barragem em construção no leito do Rio Cuanza, depois de Cambambe, com 960, e Capanda, com 520 megawatts.

As obras para o desvio do rio, iniciadas em 2012, compreenderam a escavação de dois túneis na margem direita, 14 metros e meio de diâmetro e duraram 20 meses.
A segunda fase do projecto incluiu a construção da central principal e central ecológica e a terceira fase inclui a componente electromecânica e de linhas de transporte. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA