Mais de mil cidadãos inseridos no processo produtivo

SILVA ETIAMBULO - COORDENADOR DO PROJECTO VEM COMIGO (FOTO: JOAQUINA BENTO)

Mil 712 portadores de deficiência foram inseridos no processo produtivo, no âmbito da quinta fase do projecto “Vem Comigo”, iniciada a 13 de Agosto de 2014, e cujo término está marcado para a próxima segunda-feira.

Esta informação foi prestada nesta sexta-feira à Angop, pelo coordenador desse projecto, Silva Lopes Etiambulo, afirmando que estes cidadãos foram enquadrados em cooperativas agrícolas criadas ao longo deste período nos municípios do Andulo, Chinguar, Nambuagongo e Chipindo.

Ao fazer o balanço desta fase, o interlocutor referiu que foram igualmente formados mil 332 portadores de deficiência em cursos de canalização, serralharia, carpintaria, alvenaria e electricidade no centro de formação móvel localizado no município da Nharea, província do Bié.

Silva Etiambulo salientou que devido a demanda registada por parte de jovens e a solicitação do alargamento de cursos estão a ser construídas em camiões mais três salas de aulas para serem ministrados as especialidades de culinária, corte e costura, sapataria e informática.

Salientou que estas acções foram materializadas graças ao apoio prestado pelo Executivo através do Ministério da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social ( MAPTSS) que disponibilizou os valores monetários para o efeito.

Informou que a sexta fase iniciará ainda este mês, cujas verbas já foram disponibilizadas e que terá a sua incidência no centro e leste do país, onde reside um elevado numero de pessoas com deficiência a necessitarem de apoios.

O projecto “Vem Comigo” é financiado pelo MAPTSS supervisionado pela Fundação Lwini e coordenado pela Associação Nacional de Deficientes de Angola ( Anda). (ANGOP)

DEIXE UMA RESPOSTA