Líder da CASA-CE apresenta os seus “trunfos” em Cafunfo e Cuangar

Militantes da CASA-CE (DR)

O candidato a Presidente da República pela CASA-CE, Abel Chivukuvuku, trabalha desde as primeiras horas de hoje na região diamantífera da Lunda Norte.

Chivukuvuku, pretende desta forma consolidar a posição dianteira da CASA-CE na zona leste do país já que fruto de uma imponente dinâmica implementada por Abel desde 2012, a CASA tem já há muito a máquina oleada!

A caravana da CASA-CE é chefiada pelo Presidente Abel, coadjuvado pelo Vice-presidente Lindo Bernardo Tito.

Na visita de consolidação dos feitos e crescimento alcançados pela CASA-CE nos últimos cinco anos na província da Lunda Norte salienta-se a marcha iniciada no Aeroporto de Cafunfo por Abel em companhia de milhares de populares que consigo marcharam até ao local do comício [Rua do Capango].

2.CONHEÇA EM SÍNTESE OS PONTOS FORTES DO DISCURSO PROFERIDO EM CAFUNFO PELO CANDIDATO Nº 6.

O Presidente da CASA-CE começou depois de saudar os populares por com eles cantar a música “Kumbi-Kumbi”, tendo de seguida garantido aos cidadãos da província da Lunda Norte que tal província será o “pioneiro” da mudança que a CASA-CE protagonizará em 23 do mês corrente!

O candidato da CASA-CE a Presidente da República criticou ainda veementemente os órgãos de defesa e segurança, sobretudo a Polícia Mineira pelo cruel e desumano tratamento que tem dado aos “garimpeiros”, dado que se por exemplo por um lado os benguelenses exercem a actividade piscatória sem que contra eles seja encetado qualquer tipo de perseguição pelo Estado, os huilanos e o povo do Cunene dedicam-se ao pasto sem que contra eles seja encetada pelas autoridades qualquer tipo de perseguição por parte das autoridades, então ao povo lunda deve-se conferir também a possibilidade de livremente poderem explorar os diamantes, desde que em zonas não concessionadas à empresas exploradoras.

Chivukuvuku, deplorou também as péssimas condições infra-estruturais e de habilidade dos cidadãos lunda tendo dito que não se justifica que numa província tão rica a exemplo da Lunda Norte, na qual percorre um dos maiores rios de Angola [Cuango] a população compre um bidão de água de vinte litros pela exorbitante quantia de Trezentos Kwanzas. (Portal CASA-CE)

DEIXE UMA RESPOSTA