José Eduardo dos Santos não terá poder após as eleições

Angola MPLA Eduardo dos Santos Malanje (Voa)

Analistas refutam especulação que dos Santos continuará a comandar se João Lourenço for eleito

Dois analistas angolanos, um ligado ao MPLA e outro à oposição, rejeitaram especulação que caso o MPLA vença as eleições José Eduardo dos Santos continuará a exercer o poder na retaguarda.

José Eduardo dos Santos continuará a ser presidente do MPLA levantando-se interrogações sobre onde estará o poder.

Essa especulação intensificou-se com a proposta de dos Santos para que as actuais chefias militares continuem no poder vários anos após as eleições e também com a sua decisão de reconduzir todos os presidentes dos conselhos de administração das empresas públicas que deviam cessar com o fim do mandato.

O deputado MPLA, João Pinto, disse que essas especulações não passam de “intrigas” porque constitucionalmente José Eduardo dos Santos não terá poderes para interferir na governação.

João Pinto disse que quem for eleito poderá nomear ou exonerar desde que a sua decisão seja fundamentada.

“Se o próximo Presidente perceber que esse ou aquele presidente da administração pública não respeita os princípios então pode ser exonerado desde que isso seja fundamentado”, argumentou.

A mesma opinião tem o professor universitário e investigador Nelson Pestana Bonavena para quem caberá ao futuro Presidente decidir com quem vai governar.

“Isso é mera especulação porque a partir do momento em que haja um novo titular do poder Executivo ele pode revogar todas as outras decisões do anterior”, defendeu.

“Este pode fazer as nomeações todas que quiser e o próximo pode revogar todas essas nomeações”, acrescentou Bonavena também candidato ao parlamento pela CASA CE.

Bonavena disse por outro lado que a especulação está baseada na aceitação que João Lourenço, do MPLA, irá vencer as eleições.

“A comunicação social já está a eleger o João Lourenço quando as eleições ainda não aconteceram”, disse Nelson Pestana Bonavena.

“Ora o João Lourenço não vai ser Presidente e o novo Presidente vai exonerar e vai refazer o estado”, acrescentou. (Voa)

por Coque Mukuta

DEIXE UMA RESPOSTA