Eleições/2017: Subsídio de desemprego domina comício da UNITA na Baía Farta

Mulheres da LIMA durante um acto de massas (ARQUIVO) (Foto: LEONARDO CASTRO)

A criação de um subsídio de desemprego e a implementação de um salário mínimo dominaram hoje, terça-feira, o comício da UNITA, na vila da Baía Farta, a 25 quilómetros da cidade de Benguela, no âmbito das eleições de 23 de Agosto.

Ao tomar a palavra no acto, presenciado por vendedores dos principais mercados da vila (Draga e praça da sede), o secretário provincial da UNITA, Alberto Ngalanela, disse que o governo inclusivo e participativo prevê um fundo de desemprego e um salário mínimo para os angolanos, visando a sua estabilidade sócio-económica.

Considerou que, com estes pressupostos, a UNITA vai retirar os angolanos do actual estado crítico em que se encontram.

Alberto Ngalanela apelou para a necessidade de todos observarem a tolerância e a ética eleitoral, visando eleições ordeiras, pacíficas e democráticas em Angola.

A UNITA considera possível a atribuição de um salário mínimo de 83 mil Kwanzas, ou Usd 500, através da atribuição de incentivos do Estado para uma política de emprego.

Durante a sua estada na Baía Farta, o secretário provincial percorreu a pé as principais artérias e mercados da vila e manteve contactos com os militantes, tendo aproveitado para sensibilizar prováveis eleitores para o voto. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA