Ler Agora:
Eleições/2017: MPLA aposta no desenvolvimento industrial e na diversificação económica
Artigo completo 3 minutos de leitura

Eleições/2017: MPLA aposta no desenvolvimento industrial e na diversificação económica

A aposta do MPLA no desenvolvimento industrial do país, com a criação de pólos para o efeito, e a diversificação da economia foram os destaques do tempo de antena deste partido, hoje (quarta-feira), no quadro da campanha para as eleições gerais de 23 de Agosto.

Nesta senda, a criação dos pólos industriais em Luanda, em Benguela e no Huambo, que têm contribuído para o processo de diversificação da economia angolana, e o aumento dos postos de trabalho, sobretudo para os jovens, foram mencionados no programa do partido que governa Angola.

A título de exemplo, no Pólo Industrial de Benguela, cerca de mil e 500 empresas manifestaram já interesse de nele se instalarem, enquanto, no Huambo, concretamente no município da Caála, as cinco fábricas em funcionamento movimentam já a economia local e garantem emprego para mais de uma centena de jovens nacionais.

Acrescentou que, com a abertura de novas fábricas, que também contribuem para a maior inclusão das famílias, o país passou a produzir produtos que antes eram exclusivamente de importação.

Ainda no domínio da diversificação económica, sobretudo em relação à produção de rochas ornamentais, como granito, mármore e similares, referiu que, nos próximos cinco anos, a produção crescerá mais 44 mil metros quadrados, o que demonstra o potencial do país.

Em virtude deste facto, João Lourenço, candidato a Presidente da República, afirma que “o novo governo vai consolidar as parcerias com o empresariado nacional e atrair o investimento estrangeiro, porque só desta forma se poderão desenvolver novos sectores da economia”.

“Assim, para além do petróleo, Angola terá robustez económica para um desenvolvimento sustentável. A diversificação vai garantir desenvolvimento seguro, porque protege o país de crises internacionais que afectam a cotação de produtos internacionais, como o petróleo”, vincou.

O MPLA acrescenta que “a prioridade para estes novos investimentos será a produção dos alimentos da cesta básica e temos de investir também em produtos para a exportação”, perspectiva.

No quadro das propostas, o próximo governo do MPLA prevê a criação de condições para a instalação de mais indústrias em todas as regiões, assistência técnica e formalização de pequenas e médias indústrias, incentivos fiscais, construção e manutenção de estradas, centros de distribuição, projectos de produção de fertilizantes, equipamentos e máquinas agrícolas.

Para as eleições de 23 de Agosto, concorrem seis forças políticas (MPLA, UNITA, FNLA, PRS, APN e CASA-CE). (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »