Eleições/2017: Campanhas devem desenrolar-se em tranquilidade – diz UNITA

Candidato a deputado da UNITA, Adalberto da Costa Júnior (Foto Arquivo) (Foto: Alberto Julião)

As campanhas eleitorais devem desenrolar-se em ambiente tranquilo, sugestivo e dentro dos parâmetros da responsabilidade, defendeu hoje, quinta-feira, em Luanda, o candidato a deputado pela UNITA, Adalberto da Costa Júnior.

De acordo com o deputado à Assembleia Nacional, que falava no tempo de antena do partido na Rádio Nacional de Angola (RNA), os angolanos já não precisam de discursos do passado e agressivos.

Esta reacção da UNITA, emitida na voz de Adalberto Júnior, surge em resposta ao pronunciamento do candidato do MPLA a Presidente da República, João Lourenço, terça-feira, no comício realizado na província do Bié, no quadro da campanha para as eleições gerais de 23 de Agosto.

“Este candidato decidiu transformar a maior parte do seu discurso a recordar as memórias traumáticas que dividiram os angolanos”, sublinhou.

Considerou que a realização de eleições deve ser encarada como uma circunstância normal e positiva, devolvendo ao povo a soberania de decidir quem deve escolher para governar o país. “É o momento alto em que cada eleitor exerce a soberania que lhe é conferida”, concluiu.

Disse que as eleições devem ser encaradas para consolidar a paz, a democracia e o desenvolvimento.

As eleições gerais de 23 de Agosto de 2017 terão a participação de cinco partidos políticos (MPLA, UNITA, PRS, FNLA e APN) e uma coligação de partidos políticos (CASA-CE). (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA