Economia alemã atrás da Zona Euro pela primeira vez em 12 anos

Chanceler da Alemanha, Angela Merkel, durante colectiva de imprensa em Berlim. (Reuters)

O índice da Markit para a economia alemã recuou em Julho para mínimos de 10 meses, indicando um abrandamento na maior economia da Zona Euro.

Pela primeira vez em 12 anos, o desempenho da economia alemã está a ser inferior ao das restantes grandes economias da região. A conclusão pode tirar-se do relatório da Markit, com base nos inquéritos aos gestores de compras, que dá uma leitura avançada sobre a evolução da economia.

O índice PMI para a Alemanha, referente a Julho, desceu para 54,7, o que se situa abaixo do inicialmente estimado e da leitura de Junho (56,4). De acordo com a Bloomberg, o registo de Julho é o mais reduzido em 10 meses e situa-se abaixo dos valores para França, Itália e Espanha.

Segundo a mesma fonte, é a primeira vez em mais de 12 anos que a Alemanha fica abaixo destas economias, mas ainda assim a maior economia do euro continua a apresentar dados robustos.

Os dados da Markit apontam para o PIB da Zona Euro tenha crescido entre 0,4% e 0,5% em cadeia no segundo trimestre (os dados só serão conhecidos a meados de Agosto). Os dados de França e Espanha já são públicos, com o PIB da segunda maior economia do euro a crescer 0,5% e o do país vizinho a aumentar 0,9%.

O índice PMI para a Zona Euro também aponta para ligeiro abrandamento no arranque do terceiro trimestre, com uma queda para 55,7 em Julho. “Os inquéritos apontam para um ligeiro abrandamento no ritmo de crescimento em Julho, mas continuam a ser números encorajadores”, refere Chris Williamson.

O Eurostat revelou esta semana que o PIB da Zona Euro cresceu 2,1% no segundo trimestre em termos homólogos, o que representa o ritmo de crescimento mais elevado desde 2011. (Jornal de Negócios)

por Nuno Carregueiro

DEIXE UMA RESPOSTA