Divulgada imagem do homem que atropelou polícias em Paris

Imagem do suspeito de ter atropelado uma brigada antiterrorista da França (DR)

Seis membros de uma patrulha antiterrorista ficaram feridos em Levallois-Perret.

Um veículo atropelou esta quarta-feira uma patrulha antiterrorista causando seis feridos, na localidade de Levallois Perret, nos arredores de Paris, disseram à agência EFE fontes autárquicas. De acordo com a BFM TV, o suspeito do ataque já foi detido pelas autoridades franceses. O homem foi intercetado numa auto-estrada e resistiu à detenção, tendo as autoridades sido obrigadas a disparar contra o suspeito, que sofreu ferimentos.

A viatura em que seguia também foi apreendida. O jornal Le Parisien divulgou uma foto do suspeito e nomeia-o como Hamou B. O jornal adianta que tem 37 anos e é natural de Sartrouville (Yvelines), na região da Grande Paris.

Estão a ser feitas buscas na sua residência. A operação “musculada” ocorreu na autoestrada em direção a Calais (norte), segundo uma fonte próxima da investigação. “O homem interpelado, nascido em 1980, é provavelmente o autor” do atropelamento, “pois estava no veículo procurado e tentou fugir”, de acordo com uma fonte judicial.

Para escapar à detenção, o condutor chocou com um ou vários veículos e então os polícias dispararam diversas vezes, ferindo-o, adiantou a mesma fonte. Os militares feridos “não correm risco de vida”, mas fontes autárquicas assinalam que duas das seis vítimas atropeladas apresentam ferimentos considerados graves.

As patrulhas antiterroristas foram mobilizadas em França após os atentados de Paris, em 2015. O atropelamento ocorreu às 08h30 (07h30 em Lisboa) perto do edifício da Câmara Municipal de Levallois Perret, na periferia de Paris. Entretanto, em declarações à estação France Info, o presidente da autarquia, o conservador Patrick Balkany considerou “intolerável” e “vergonhosa” a “agressão” contra os militares” (Correio da Manhã)

DEIXE UMA RESPOSTA