Disney abandona Netflix e cria a sua própria plataforma

A Disney revelou esta terça-feira que não vai renovar o contrato de licenciamento de conteúdo com a Netflix (Joe Raedle/Getty Images)

A The Walt Disney Company vai deixar de fornecer conteúdos para o serviço de streaming Netflix a partir de 2019, tendo decidido lançar seu próprio serviço de transmissão que estará disponível no próximo ano, noticia a agência Reuters.

A Disney revelou esta terça-feira que não vai renovar o contrato de licenciamento de conteúdo com a Netflix, que tinha sido assinado em 2012. O anúncio foi feito no seguimento da divulgação dos resultados trimestrais da Disney que revelaram uma queda de quase 9% no lucro trimestral. A queda terá sido provocada pelo aumentos dos custos de programação e pela diminuição do número de assinantes no canal de desporto ESPN, que pertence à Disney.

A empresa defende que tem capacidade de gerar mais lucros a longo prazo com um serviço de streaming próprio, em vez de os fornecer ao Netflix. De acordo com o presidente-executivo da Disney, Bob Iger, a criação desta plataforma dará à empresa “um controlo muito maior sobre o destino [da Disney] num mercado em rápida transformação”. Iger acrescentou ainda que o serviço de streaming é uma “estratégia de crescimento totalmente nova” para a empresa.

O novo serviço da marca Disney será semelhante ao da ESPN e será lançado no próximo ano mas até 2019 os conteúdos da Disney vão continuar disponíveis. A empresa revelou ainda que o serviço de streaming será baseado na tecnologia fornecida pela empresa de transmissão de vídeo BAMTech. (Observador)

DEIXE UMA RESPOSTA