Cuanza Norte: Dez mil plantas de café serão distribuídas no Golungo Alto e Ngonguembo

CUANZA NORTE: PRODUÇÃO DE MUDAS DE CAFÉ (FOTO: ESTEVÃO MANUEL)

Dez mil novas plantas de café começam a ser distribuídas, a partir de Novembro deste ano, aos cafeicultores dos municípios do Golungo Ato e Ngonguembo, província do Cuanza Norte, visando aumentar os níveis de produção.

De acordo com o técnico da Brigada Técnica de Café, que supervisiona esta actividade nessas duas circunscrições, Adelino da Conceição, em declarações quinta-feira, à Angop, no Golungo Alto, as mudas estão já em fase de crescimento em quatro viveiros criados pela sua instituição na região.

Esclareceu que a medida tem por objectivo substituir algumas plantas envelhecidas e incentivar os produtores a incrementarem os níveis de produção do bago vermelho.

O entrevistado salientou que apesar das dificuldades que os cafeicultores enfrentam por falta de imputes agrícola, insecticidas e transporte para o escoamento do produto, os mesmos estão engajados na produção, motivados pelo aumento da procura do café pelos comerciantes, que se regista nos últimos dois anos.

Pelo menos quatrocentas toneladas de café cereja (não descascado) serão colhidas na presente safra, nos municípios do Golungo Alto e Ngonguembo.

Com uma área de cultivo de mais de quatro mil hectares, a produção cafeícola nesses dois municípios é assegurada por 221 cafeicultores. (ANGOP)

DEIXE UMA RESPOSTA