Cuando Cubango: Província conta com 39% de crianças envolvidas em trabalho forçado

HUÍLA: CRIANÇAS NAS RUAS DE CALUQUEMBE (FOTO: MORAIS SILVA)

A província do Cuando Cubango conta com 39 porcento de crianças envolvidas ao trabalho forçado, indicam os resultados do Inquérito de Indicadores Múltiplos e de Saúde (IIMS 2015-2016), apresentados recentemente, nesta cidade.

Segundo os resultados, a percentagem de crianças envolvidas no trabalho infantil varia região para região, sendo que a província do Cuanza Sul apresenta a maior cifra do país com 45 porcento, enquanto o Bengo é a província com menos índice deste fenómeno com nove porcento.

Em termos de registo de nascimento, a província do Bié apresenta a percentagem mais baixa (11%) e a Lunda Sul a mais alta (48%).

Neste particular, a província do Cuando Cubango tem 25% de crianças com registo de nascimento. A posse de registo de nascimento varia de 11% no Bié a 48% na Lunda Sul.

A posse de crianças envolvidas no trabalho infantil varia de 9% do Bengo e 45% do Cuanza sul.

Em relação ao intervalo entre os nascimentos, no Cuando Cubango 23% de nascimentos ocorrem em menos de 24 meses, após o nascimento anterior, o que representa o maior risco para a saúde da mãe e da criança. (ANGOP)

DEIXE UMA RESPOSTA