Catoca autoriza Odebrecht a vender sua participação no capital da empresa

Catoca (Foto: D.R.)

A Sociedade Mineira de Catoca anunciou ter autorizado a venda da quota equivalente a 16,4% do capital pertencente ao Grupo Odebrecht.

Moscovo, 1º de Agosto – No final da 62ª Assembleia Geral do Catoca, presidida pelo Presidente do Conselho de Administração da Endiama, Engenheiro António Carlos Sumbula, foi anunciado que a Odebrecht firmou compromisso de vender a sua quota à Sociedade Mineira do Catoca.

Este é mais um importante passo liderado pela Endiama no sentido de reforçar a participação nacional nos grandes investimentos do sector diamantífero no país, não apenas no que respeita ao capital maioritariamente angolano, mas também à constante formação de quadros nacionais que passam a ocupar, com mais frequência, cargos de gestão e de direcção.

A participação de 50,05% do Catoca na mina do Luaxe vai facilitar a atração de financiamentos externos e aumentar a produção de diamantes em Angola. Estimativas preliminares mostram que as reservas do Luaxe representam uma vida útil de 30 anos, podendo criar até 2 mil empregos directos.

Os sócios do Catoca conferiram o devido agradecimento à Odebrecht por sua contribuição no sector mineiro angolano, ao longo dos mais de 30 anos de presença ininterrupta no país. Na oportunidade, o Engenheiro Sumbula reforçou que a Odebrecht continuará a ser um parceiro estratégico nos diversos projectos de infra-estrutura em Angola.

(Nota de imprensa enviada a nossa redacção com pedido de publicação)

DEIXE UMA RESPOSTA