Cabinda: Imigrantes ilegais abandonam voluntariamente a província

Um ângulo da cidade de Cabinda (Foto: Pedro Parente)

Cento e dez cidadãos da República Democrática do Congo (RDC) abandonaram voluntariamente a província de Cabinda de regresso ao seu país nos últimos sete dias, de acordo com o informe semanal da Polícia Nacional chegado quinta-feira, à Angop.

Em declarações à Angop, o porta-voz do comando provincial da Polícia Nacional, Inspector-chefe José Feliciano da Mónica “Felé”, disse que o facto se deve ao apelo da corporação dirigido a todos estrangeiros em situação migratória irregular no sentido de abandonarem voluntariamente a província até dia 9 deste mês de Agosto, sob pena de serem expulsos.

O oficial adiantou que, a partir desta sexta-feira, o comando provincial da Polícia Nacional vai promover encontros com as autoridades tradicionais nos quatro municípios da província, para pedir ajuda destes na sensibilização da população nas suas comunidades, a não dar guarida a estrangeiros ilegais.

Entretanto, o relatório policial refere que no período em análise 376 cidadãos estrangeiros, dos quais 368 da RDC e oito da República do Congo (RC) foram expulsos administrativamente para os respectivos países, através dos postos fronteiriços de Yema, Massabi e Chingundo.

Por outro lado, procedeu-se a detenção de 38 estrangeiros, sendo 29 da RDC e nove da RC, por violação de fronteira terrestre angolana. (ANGOP)

DEIXE UMA RESPOSTA