APN “inactiva” em Benguela

CANDIDATO DA APN Quintino MOREIRA EM CAMPANHA NO SUMBE (Foto: Inácio Sabino)

Cidadãos benguelenses desconhecem actividades desta formação política ao nível local. Em declarações a O PAÍS em Luanda, Quintino Moreira, líder da APN, diz que a informação não corresponde à verdade.

Das seis forças políticas concorrentes às eleições, o partido Aliança Patriótica Nacional (APN) é a única cujas acções partidárias, ao nível do círculo provincial de Benguela, são praticamente invisíveis ou desconhecidas. A sociedade civil desconhece a sede do partido de Quintino Moreira, quando faltam poucos dias para o pleito.

Entretanto, confrontados pela reportagem de OPAÍS se já tinham tomado conhecimento de uma actividade desenvolvida por essa força política, cidadãos foram unânimes em negar, salientando que, se quiser ser governo tal como tem propagado o seu líder, não deve jamais ignorar a praça eleitoral local, por ser determinante “razão pela qual muitos candidatos, mesmo o do MPLA, têm-na como muito importante.

Não se deve ignorar este círculo. Aliás, Benguela é a terceira praça política do país”, disse o cidadão António João. Conhecedor do cenário político, reiterou que – das 6 forças concorrentes – o MPLA, CASA-CE e UNITA são as únicas que têm, na verdade, aspirações para governo e as que se apresentam melhor preparadas para se tornar governo, sem, contudo, desprimor para as demais agremiações que se fazem igualmente ao eleitorado com o fito chegar ao poder. (O País)

DEIXE UMA RESPOSTA