Al-Jazeera fora do Israel

(AP)

Israel tem planos para revogar as credenciais de imprensa dos jornalistas da TV Al-Jazeera, fechar o escritório da rede em Jerusalém e retirar o canal dos pacotes de provedores locais de TV a cabo e satélite, disse no domingo o ministro de Comunicação Ayoub Kara.

Kara fez o anúncio numa conferência de imprensa, neste domingo, na qual os jornalistas da Al Jazeera foram impedidos de participar.

O ministro disse que as empresas de transmissão via cabo concordaram com a proposta de retirar os canais em árabe e em inglês da Al-Jazeera do ar.

A televisão Al-Jazeera tem a sua sede no Qatar.

Na semana passada, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu ameaçou encerrar os escritórios da Al Jazeera, na cidade de Jerusalém, acusando-a de incitar a violência na cidade, em particular por ter reportado sobre os protestos relacionados com a segurança na mesquita al-Asqa.

A Jordânia e Arábia Saudita encerraram recentemente os escritórios locais da Al Jazeera. Adicionalmente, foram bloqueadas as páginas na internet das estações afiliadas da al-Jazeera na Arábia Saudita, Emirados Arabes Unidos, Egipto e Bahrain.

Os quatro últimos países cortaram as relações com o Qatar em Julho sob alegações de que Doha financia o terrorismo e tem relações fortes com o Irão. Eles condicionaram a retomada de relações a uma lista de 13 exigências, sendo uma delas o encerramento da televisão Al Jazeera.

As autoridades do Qatar não aceitaram as acusações e não seguiram as recomendações. (Voa)

DEIXE UMA RESPOSTA