Adolescente se recupera após parada cardíaca de quase uma hora e quer ser médico: ‘Salvaram minha vida’

Ícaro Ferreria, de 12 anos, teve parada cardíaca por quase uma hora e se recupera bem (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Socorristas conseguiram reanimar paciente após 48 minutos, em Rio Verde. Garoto de 12 anos ficou internado por 42 dias, chegou a perder a visão, mas já voltou a enxergar.

O adolescente Ícaro Freitas, de 12 anos, teve uma parada cardíaca por quase uma hora em Rio Verde, no sudeste de Goiás. Após 48 minutos de tentativas de reanimação ele finalmente reagiu. Depois disso, ficou internado por 42 dias, chegou a perder a visão, mas já voltou a enxergar. Dois meses depois do incidente, garoto está se recuperando bem e diz que quer estudar medicina.

“Médicos que salvaram a minha vida. Quero salvar outras vidas também”, disse o adolescente.
A mãe do menor, a dona de casa Nívea Oliveira, contou que o filho havia ido a uma mercearia e voltou para casa passando mal. Segundo ela, o adolescente se deitou e uma tia começou a fazer massagens cardíacas no peito dele. “Não estava adiantando. Ele também tinha vontade de vomitar, mas também não conseguia”, relatou.

Durante o momento de desespero, ela correu com o filho para fora de casa e pediu ajuda para quem estivesse na rua. A colunista de moda Thay Sanqueta passava no local, viu a dona de casa pedindo por socorro e ajudou levando os dois para o hospital. No caminho, ela percebeu que o estado de Ícaro poderia ser grave.

“Na primeira curva aqui que eu fui segurar o corpo dele para não cair eu senti a temperatura dele muito diferente, me lembrou a temperatura de quando eu encontrei meu pai morto. Naquela hora eu assustei”, relatou.

Chegando ao Hospital Presbiteriando Doutor Gordon, eles foram atendidos pelo médico Joaquim Spadoni, que conta sobre as diversas tentativas de reanimar o adolescente.

“Ele chegou com uma parada cardíaca. Foram mais de dez choques para tentar reanimá-lo, mas ele apresentava fibrilação, arritmia. Fizemos massagem cardíaca por 48 minutos até que o coração voltou a bater”, relatou.

Após a reanimação, a equipe usou uma técnica de resfriamento do corpo com soro gelado e bolsas de gelo para minimizar os possíveis danos neurológicos. O adolescente recebeu o resfriamento durante dois dias e foi reaquecido em seguida, levando cerca de uma semana para recobrar a consciência.

O adolescente ficou 19 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e outros 23 internado. Ícaro chegou a ter
problemas de visão, mas já recuperou quase que totalmente.

“Ele está praticamente recuperado. No futuro podemos fazer testes neurológicos para avaliar a capacidade cognitiva, para continuar acompanhando”, concluiu o médico. (G1)

DEIXE UMA RESPOSTA