Uma em cada 15 mulheres morre durante a gravidez

Uma em cada quinze mulheres morre durante a gravidez (Foto: António Escrivão)

Uma em cada quinze mulheres em Angola morre durante a gravidez ou no parto, informou, nesta terça-feira, a técnica do Departamento de Estatísticas Demográficas e Sociais do Instituto Nacional de Estatística (INE), Eliana Quintas.

Em entrevista à Angop a propósito do Dia Internacional da população que hoje se assinala sob o lema “ acesso universal aos serviços de saúde reprodutiva” a responsável referiu que em média cada mulher tem seis filhos.

Realçou que em Angola se constata que a procura do planeamento familiar é de cerca de 52 por cento no caso das mulheres casadas, dos quais apenas 14 porcento têm a necessidade satisfeita conseguindo fazer o uso de contraceptivos para evitar o retardar a gravidez .

Frisou que em média os angolanos tem um filho a mais que o desejado tanto para homens como para as mulheres .

A interlocutora realçou que os homens consideram como ideal ter 5.9 filhos e as mulheres pretendem ter apenas 4.9 filhos.

Eliana Quintas sublinhou que 18 porcento das mulheres de 15 a 19 anos são casadas ou vivem em união de facto e uma em cada vinte teve o primeiro nascimento antes dos 15 anos.

A província da Lunda Sul é a que regista maior índice de fecundidade, com 60 porcento, seguindo a do Cuanza Sul com 59 porcento, enquanto que Luanda é que tem a menor taxa com 21 porcento.

Realçou que a população em idade laboral (15-64 anos ) é de 12 milhões 980 mil 098 pessoas, representando 50 porcento da população do país, enquanto que a população com 65 ou mais anos é de apenas 612 mil 430 pessoas ( dois porcento da população do país).

O mercado do trabalho concentra cerca de 40.0% da população com 15 ou mais anos, sendo que as actividades do sector primário concentram 44,2%, as do secundário 6,1% e as do terciário 26.2%.

As províncias de Cabinda e Luanda apresentam menos de dois porcento da população idosa, enquanto que o Cunene e Bengo apresentam os valores mais altos.

O 11 de Julho foi instituído como Dia Internacional da População pela Organização das Nações Unidas em 1989, tendo em conta que foi em 1987 que a população mundial atingiu cinco mil milhões de habitantes .

A população angolana é estimada em 25 milhões 789 mil e 24 habitantes, segundo dados do Censo da População e Habitação de 2014.

Já a população mundial é estimada, actualmente, em mais de sete mil milhões de habitantes, de acordo com dados do Fundo das Nações Unidas para a População (FNUAP). (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA