Reitora afirma que exploração com precisão carece de investimento

NAMIBE: ACADEMIA DE PESCAS E CIÊNCIAS DO MAR DO NAMIBE (FOTO: CLEMENTE)

A reitora da Academia de Pesca e Ciências do Mar, Carmen Van-dúnem dos Santos considerou segunda-feira no Namibe, que a exploração dos recursos marítimos do país com maior precisão carece de investimento no campo da investigação cientifica.

Falando a Angop, a reitora afirmou que Angola tem um potencial elevado na sua orla marítima precisando de ser explorada com conhecimento cientifico para que o país possa contar com toda riqueza que o mar oferece.

Carmen Van-dúnem dos Santos, informou que a posta desta academia por parte do executivo vem mostrar o interesse por parte do mesmo na exploração e salvaguarda de todas as espécies que se encontram no oceano.

“Não se explora o mar sem ciência é preciso investir na ciência no conhecimento , uma academia voltada ao mar é importante para melhor da vida a marinha e conservar os recursos “ informou .

A mesma falou que a formação nesta instituição vai permitir que jovens de varias províncias de Angola sobretudo da orla marítima, possam por em pratica toda formação e poder expandir os seus conhecimento em suas zonas de origem .

A reitora, informou que na academia não saíram apenas discentes graduados mas também homens com valores que irão contribuir com o saber e empenho para o desenvolvimento de Angola .

Sendo a primeira do país, os naturais do Namibe devem-se orgulhar por ter uma instituição que ira formar não só jovens desta região mas também pessoas oriundas de outros países de África, apelando a sua conservação .

A instituição inaugurada pelo vice presidente Manuel Domingos Vicente tem uma área de 30 hectares, a Academia é um verdadeiro complexo académico, com residências para professores, piscina, salas de oficina, de máquinas e motores, espaço para aulas de preparação para extinção de incêndios. (ANGOP)

DEIXE UMA RESPOSTA