Petrolíferas superam marinheiras no Nacional

Jogo de Andebol entre o Petro e 1º de Agosto (Arquivo) (Foto: Henri Celso)

Analisar vídeos, efectuar uma sessão ligeira de treinos, fazer compras, passeio ou visitar alguns encantos de Luanda são algumas das opções que podem preencher a agenda de hoje para as equipas inscritas no 39º campeonato nacional sénior feminino de andebol que decorre na Cidadela Desportiva, desde 10 do corrente.

Analisar o pecúlio das primeiras jornadas, rever os objectivos e descansar são as jogadas a urdir neste dia em que ninguém vai à quadra. O calendário da prova prevê uma pausa.

A primeira fase vai a meio e as equipas envolvidas já podem fazer contas. O 1º de Agosto e o Petro de Luanda são as únicas invictas. A Marinha de Guerra e a Casa do Pessoal do Porto do Lobito (CPPL) seguem-se na busca do melhor lugar no grupo das quatro primeiras classificadas desta fase, que jogam a meia-final.

O Progresso e o ASA confirmam que “baixaram de divisão” e definham, enquanto as equipas benguelenses ganharam fulgor.

Na jornada de ontem, as lobitangas da CPPL fizeram a sua parte e produziram a surpresa do dia ao baterem a “tenra” equipa do Progresso Sambizanga, orientada por Tony Costa por 23-20. Foi a surpresa do dia.

No complemento da jornada, o Petro de Luanda cumpriu, mas sofreu para vencer a Marinha de Guerra por 27-23. Ao intervalo, as comandadas de Vivaldo Eduardo já venciam por 17-14.

As marinheiras de João Diogo “Docas” venderam a derrota a bom preço. Só com recurso à maior experiência do plantel, o Petro de Luanda encontrou forças para suplantar as vice-campeãs nacionais.

Por seu turno, a equipa do 1º de Agosto não teve piedade do Electro do Lobito e assinou uma robusta goleada por 31-12. Ao intervalo, o resultado estava cifrado em 14-8.

Balneários da Cidadela sem água

Os atletas envolvidos na disputa dos 39º campeonatos seniores de andebol, que se disputam na Cidadela Desportiva, estão privados do habitual e tecnicamente aconselhável banho, após os jogos. Tudo por conta de uma rotura na tubagem que transporta a água para a zona dos balneários e interior do pavilhão, soube o Jornal dos Desportos junto de Joaquim Cafuxi, director daquele complexo desportivo.

A rotura, revelou, foi identificada dias antes do arranque da competição nacional e comunicada à Federação Angolana de Andebol (Faand) que, confrontada com a situação, notificou os clubes da situação.

\”Houve uma rotura dois dias antes do campeonato iniciar. Tentamos resolver, mas envolve a tubagem que passa em baixo do piso do pavilhão. Só depois do campeonato, poderemos encontrar uma solução. Comunicamos à Federação e esta tentou accionar o “plano B”, que passaria por levar a prova para o pavilhão do Kilamba. Devido às obras na via e engarrafamentos, a Federação entendeu realizar a competição, mesmo nestas condições, após notificar os participantes”, revelou.

Segundo o responsável, a instituição criou alternativa para as casas de banho do pavilhão, onde as descargas são feitas manualmente através de baldes instalados. Simão Cassule Filho, coordenador da prova, confirmou que a situação foi informada e transmitida aos clubes que, de modo compreensível, aceitaram jogar.

“Realmente é uma situação que surgiu à última hora. Ponderamos e, na reunião técnica, falámos com os clubes. Compreensivelmente, aceitaram jogar nessas condições por ser uma questão alheia à organização. Inclusive, colocamos à disposição os balneários do pavilhão anexo, mas pelo que soubemos, nenhuma equipa está a usar aqueles balneários”, disse.

BENEFÍCIOS DO
BANHO APÓS JOGO
Muitos são os benefícios apontados ao banho, após a participação num jogo.

“O banho ajuda o corpo a entender que a actividade física terminou”, afirma um renomado traumatologista brasileiro.

Entre as benfeitorias do banho, após o jogo, aponta-se a prevenção de micoses. O banho ajuda as ideias a entrar em ordem novamente, sem aquela sensação de urgência vivida durante o jogo; diminui a tensão acumulada nos músculos. Sem banho, não há como disfarçar o mau cheiro do suor. (Jornal dos Desportos)

DEIXE UMA RESPOSTA