Observadores da CPLP no pleito de 23 de Agosto

(Arquivo) Bandeira da CPLP. (Foto: Radio Vaticano)

A República de Angola reiterou quinta-feira, em Brasília, o interesse da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) estar representada por uma missão de observadores, nas eleições gerais de 23 de Agosto.

A posição angolana foi manifestada pelo embaixador de Angola no Brasil, Nelson Cosme, que chefiou a delegação angolana na reunião anual ordinária do Conselho de Ministros da CPLP, em representação do ministro das Relações Exteriores, Georges Chikoti.

O diplomata angolano, que falava no debate político sobre os desafios que se colocam a CPLP, destacou que Angola confere uma grande importância política a organização.

De acordo com Nelson Cosme, este facto anima Angola a partilhar reflexões que visam contribuir para o fortalecimento da comunidade enquanto espaço de cooperação política, económica e empresarial e para solidificar os laços culturais e linguísticos que unem os povos membros.

dos países de língua portuguesa.

A propósito, a secretária executiva da CPLP, Maria do Carmo Trovoada Silveira, confirmou ao Conselho de Ministros a disponibilidade da organização participar nas eleições de Agosto.

O pleito eleitoral angolano vai contar com a participação de cinco partidos políticos (MPLA, UNITA, PRS, FNLA, APN) e uma coligação de partidos políticos (CASA-CE). (ANGOP)

DEIXE UMA RESPOSTA