Namibe: MPLA apela população para preservação dos bens públicos

(Foto: Anabela do Céu Fritz)

O primeiro secretario provincial do MPLA interino no Namibe, Carlos das Rocha Cruz, apelou hoje, sábado, no município da Bibala, a população no sentido de preservarem os bens públicos colocados a sua disposição, pois a sua destruição tem custado muito caro a estado na sua reabilitação.

Carlos da Rocha Cruz que falava no acto político de massas, no âmbito do lançamento da pré-campanha eleitoral neste município, disse que o governo tem construído várias infra-estruturas sociais, como escolas, postos de saúde, sistemas de água e de fornecimento de energia eléctrica, mas que nos últimos tempos têm sido vandalizado por alguns cidadãos que não querem o bem da população, apelando aos munícipes desta urbe a denunciar os infractores.

“ Estamos a melhorar o sistema de abastecimento de água potável e de energia eléctrica em toda extensão da província com a colocação de nova tubagem e a colocação de contadores e outros serviços, mas lamentamos porque alguns já estão a ser destruídos mesmo ainda que o projecto esteja totalmente concluído”, lamentou.

Apelou ainda a população da Bibala, a ter a cultura de pagar o consumo de água e de energia eléctrica para que o Estado possa arrecadar receitas que são confinadas para a compra de combustível e outros materiais que tem ajudado na manutenção destes serviços.

O dirigente político reconheceu ainda existir melhorias no sector da Saúde, com uma cobertura total da rede sanitária em toda a província, anunciando na altura, o enquadramento de mais dois médicos para o município da Bibala no lote dos 19 que o Namibe recebe nos próximos nas várias especialidades de saúde.

“ O governo já esta a trabalhar na criação de condições de acomodação para estes quadros do sector da Saúde que vão ajudar os dois que já cá trabalham e assim prestarem uma assistência medica e medicamentosa as nossas populações não só da sede do municípios mas em algumas comunas”, acrescentou.

No sector agrícola, Carlos da Rocha cruz, incentivou ainda a população camponesa a continuar a postar na produção agrícola, produzindo produtos que sirvam na só para a sua base alimentar mas também para a comercialização.

Neste capitulo, aconselhou ainda, os camponeses a criarem cooperativas agrícolas para que de forma organizadas possam receber meios agrícolas no âmbito do programa do governo de apoio directo as famílias camponeses em curso na província desde 2014.

Mostrou-se ainda preocupado com as fracas chuvas que se registaram no município nos últimos dois anos, facto que poderá condicionar os níveis de produção agrícolas nesta região devido a falta de água suficiente no lençol freático, mas garantiu que alguns furos serão construídos para que os camponeses possam desenvolver a actividade do campo sem sobressaltos.

Em termos de circulação de pessoas e bens, o município conheceu nos últimos dois anos um salto qualitativo com a construção da estrada que liga o município com a província da Huila e a estrada BIbala/Namibe, estando nesta altura as obras da ligação das comunas do Citou/Lola ao município do Kamucuio.

No final, Carlos da Rocha Cruz, exortou a massa militante do MPLA e a população em geral a conservar melhor o cartão de eleitor, para que no dia 23 de Agosto possam então votar no partido que pretende melhorar a vida do povo angolano.

A população nesta actividade política aprendeu ainda como votar através de uma simulação, trabalho que o MPLA continuara a levar a cabo junto das comunidades para que todos possam votar de forma clara e transparente.

Na ocasiao, o secretario do MPLA no Namibe, procedeu igualmente a entrega de meios rolantes, cadeiras de roda, para os deficientes fisiscos.

O município da Bibala dista 234 quilómetros e possui mais de cinquenta mil habitantes na sua maioria camponeses e criadores de gado. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA