MPLA leva programa ao mercado informal

Bié: Militantes do MPLA (Foto: Manuel da Silva)

O manifesto eleitoral e o programa de Governo do MPLA para o período de 2017- 2022 foram apresentados aos vendedores do mercado informal, militantes, amigos e simpatizantes do partido no município do Catchiungo na província do Huambo.

A cerimónia da apresentação foi orientada pelo primeiro-secretário do MPLA no Huambo, João Baptista Kussumua, para quem o manifesto eleitoral apresentado aos eleitores e à população em geral transmite as linhas mestras do programa com que o partido no poder vai merecer de novo a confiança do povo nas eleições de 23 de Agosto.

O político esclareceu que a visão estratégica de desenvolvimento económico, social e cultural do MPLA tem alcance em todos os domínios da vida nacional, sobretudo da educação, ensino, saúde, defesa nacional, habitação, energia e água, agricultura, emprego e formação profissional. “Caso o MPLA vença as eleições, vamos trabalhar arduamente para o desenvolvimento humano e o bem-estar dos angolanos, para edificação de uma economia diversificada, competitiva, inclusiva e sustentável ao capital humano,” frisou João Baptista Kussumua.

Durante o encontro mantido com o eleitorado do mercado informal daquela circunscrição, o número um na hierarquia do MPLA na província do Huambo mostrou-se satisfeito com o nível de organização, mobilização e adesão dos militantes do partido ao acto e exortou-os a afluírem em massa às urnas, no dia 23 de Agosto.

João Baptista Kussumua exortou os militantes a continuarem vigilantes “para desmascarar quaisquer manobras dos inimigos” do seu partido. “Sabíamos que os militantes, amigos e simpatizantes do nosso partido não podiam deixar-nos mal. Apareceram em massa para receber e apoiar o programa de governação”, reconheceu o político. (Jornal de Angola)

por Justino Victorino

DEIXE UMA RESPOSTA