Moçambique volta a falhar pagamento de dívida soberana

Adriano Maleiane, ministro da Economia de Moçambique (DR)

Governo justifica terceiro falhanço com “a desafiante situação macroeconómica e orçamental”
O Governo de Moçambique voltou a falhar o pagamento de mais uma prestação sobre os 726,5 milhões de dólares que emitiu no ano passado, cujo prazo termina nesta terça-feira, 18 de Julho.

A informação foi avançada pelo Ministério da Economia e Finanças numa nota divulgada no seu portal, justificando a decisão com o facto de que “a desafiante situação macroeconómica e orçamental afectou severamente as finanças públicas do país”.

A nota lembra que o ministro Adreiane Maleiane já tinha justificado este posicionamento do Governo de Moçambique num encontro em Londres com investidores em Outubro e reiterado por comunicados a 14 de Novembro de 2016 e 16 de Janeiro deste ano.

“A capacidade de pagamento das dívidas da República continua extremamente limitada em 2017 e não dá espaço à República para realizar os pagamentos de juros sobre os títulos de dívida”, conclui a nota que coloca o país numa situação de “default” no pagamento das suas responsabilidades.

Recorde-se que uma missão do Fundo Monetário Internacional (FMI) encontra-se actualmente em Moçambique a analisar com o Governo de Maputo a auditoria às chamadas dívidas ocultas no valor superior a dois mil milhões de dólares e uma eventual retoma do apoio ao país.

Os demais financiadores internacionais aguardam a decisão do FMI para saber se retomam ou não a cooperação financeira, interrompida depois da descoberta das dívidas em 2016. (Voa)

DEIXE UMA RESPOSTA