Mbanza Congo observa tolerância de ponto no dia de aniversário

Mbanza Congo (Foto: Pedro Moniz Vidal)

A histórica cidade de Mbanza Congo, capital da província do Zaire, observa nesta terça-feira, tolerância de ponto, por assinalar mais um aniversário de sua existência, segundo despacho do governador provincial, José Joanes André.

Entretanto, o documento chegado hoje a Angop, indica que a tolerância de ponto não abrange os trabalhadores que laborem em período de turno.

O 25 de Julho, escolhido pelo governo local para a celebração das festas da antiga capital do Reino do Congo, foi em 1506, institucionalizado pelo Rei Nimi a Lukeni, fundador da corte real do então Reino, como também a data em que os reinos a si adjacentes se deslocavam a Mbanza Congo para pagar o tributo.

Ao longo da época colonial, a cidade conheceu várias designações, tendo se detacado a denominação de São Salvador do Congo, nome que os portugueses haviam atribuído segundo o seu desejo, já como potência colonizadora.

De acordo ainda com a sua génese histórica e cultural, a designação de relevo de Mbanza Congo, na altura, foi a de Kongo dya Ntotela, símbolo de unidade e indivisibilidade dos bakongos, como o próprio nome indica.

Desde a fundação do Reino do Congo no século XIII, ela (cidade de Mbanza Congo) foi a sua capital, o centro político, económico, social e cultural, sede do rei e a sua corte, e como tal o centro das decisões.

Mbanza Congo foi, no século XVII, a maior vila da costa ocidental da África central, com uma densidade populacional de 40 mil habitantes (nativas) e quatro mil europeus.

Com o seu declínio, a cidade que se encontrava no centro do reino em plena “idade de ouro”, transformou-se numa vila mística e espiritual do grupo etnolinguístico kikongo e albergou as Repúblicas de Angola, Congo Democrático, Congo Brazzaville e Gabão.

Com uma superfície de 7 mil e 651 quilómetros quadrados, Mbanza Congo é limitado a norte com o município do Kuimba e pela RDC, a sul e a este, com a província do Uíge, e a oeste, com os municípios do Tomboco e Nóqui.

Com uma população estimada em 155 mil e 174 habitantes (dados do último censo), a cidade de Mbanza Congo possui cinco bairros, nomeadamente Sagrada Esperança, 4 de Fevereiro, 11 de Novembro, Álvaro Buta e Martins Kidito.

O kikongo é a língua predominantemente falada pelos seus habitantes. (ANGOP)

DEIXE UMA RESPOSTA