Líder da UNITA garante fim da discriminação no GIP

(DR)

O Presidente da UNITA, Isaías Samakuva, informou aos eleitores o programa de governo do seu partido que comporta como prioridades as cinco medidas de emergência, que compreendem as áreas sociais como o emprego, habitação, saúde, educação e segurança social.

O líder da UNITA garantiu pôr fim a discriminação social, em especial da juventude filiadas aos partidos na oposição.

Ao defender um País e Governo Inclusivo e Participativo proposto pelo seu governo, o líder do maior partido na oposição revelou que “ninguém é dono do país, e que Angola pertence a todos”.

O responsável mostrou aos cidadãos da cidade de Caxito a situação de precariedade que se vive no pais, desde o ponto de vista material ao ponto de vista de consciência.

Realçou a ocorrência de actos de intolerância política, que se registam nas diferentes partes do país, com registo de retirada e destruição de símbolos de partidos políticos da oposição.

O Presidente da UNITA aconselhou os angolanos a escutarem bem as propostas dos partidos políticos, para interpretação consciente das suas mensagens.

Para o líder do maior partido na oposição em Angola, existem partidos que deixam ideia clara de que estão a mentir.

Apelou a participação de todos os eleitores registados a votarem massivamente na UNITA para haver mudanças significativas em Angola.

Depois do acto de massas, na cidade de Caxito, o líder da UNITA efectuou visita de cortesia ao bispado local e orientou uma palestra para os estudantes e sociedade civil do Bengo. (Portal UNITA)

DEIXE UMA RESPOSTA