Investimento contribuiu para inscrição de Mbanza Kongo

Museu dos Reis do Congo em Mbanza-Kongo (ANGOP)

O investimento no conhecimento histórico e cultural, por parte do Governo, permitiu a inscrição de Mbanza Kongo como património Mundial, considerou hoje, terça-feira, em Luanda, o artista plástico António Tomás Ana (Etona).

O também Secretário Geral da União Nacional dos Artistas Plásticos (UNAP), que fez parte da delegação angolana que esteve em Cracóvia, acrescentou que os técnicos do Ministério da Cultura, que participaram no processo podem ser considerados como indivíduos que passaram por uma grande escola.

Para a fonte, deve-se continuar a apostar em pesquisas do género, e dar mais apoio, tornando possível o seguimento a outros processos, a título de exemplo o Cuito Kuanavale.

Segundo o artista, o património material e imaterial de Mbanza Kongo, que confere valor excepcional e universal, foi fundamental para a inscrição desta localidade na lista da Unesco.

A candidatura de Mbanza Kongo teve votação unânime dos membros do Comité do Património Mundial, na qual Angola esteve representada por uma delegação chefiada pela ministra da Cultura, Carolina Cerqueira.

Desde a fundação do reino do Kongo no século XIII, a cidade de Mbanza Kongo foi a capital, o centro político, económico, social e cultural, sede do rei e a sua corte, e centro das decisões.

Mbanza Kongo foi, no século XVII, a maior vila da Costa Ocidental da África Central, com uma densidade populacional de 40 mil habitantes (nativas) e quatro mil europeus.

Com o seu declínio, a cidade que se encontrava no centro do reino em plena “idade de ouro” transformou-se numa vila mística e espiritual do grupo etnolinguístico kikongo e albergou as repúblicas de Angola, Democrática do Congo, Congo Brazzaville e Gabão.

Com uma superfície de 7 mil e 651 quilómetros quadrados, Mbanza Kongo é limitado a norte com o município do Kuimba e pela RDC, a sul e a este com a província do Uíge e a oeste com os municípios do Tomboco e Nóqui.

Tem uma população estimada em 155 mil e 174 habitantes (dados do último censo). A cidade de Mbanza Kongo possui cinco bairros, nomeadamente Sagrada Esperança, 4 de Fevereiro, 11 de Novembro, Álvaro Buta e Martins Kidito. (ANGOP)

DEIXE UMA RESPOSTA