Homens da farda azul garantem asseguramento do processo eleitoral

Moxico: Policia Nacional (Foto: David Dias)

O ministro do Interior, Ângelo Veiga Tavares, garantiu nesta segunda-feira, em Luanda, o engajamento e isenção das forças do seu pelouro e outros órgãos de defesa e segurança no asseguramento condigno de todas as fases do processo eleitoral.

Ao falar num encontro que juntou representantes de partidos políticos e comandantes provinciais da Polícia Nacional, realçou que a corporação tudo fará para manter a paz, a segurança e a ordem públicas nas diversas fases do pleito eleitoral.

Notou que as forças e serviços do Ministério do Interior e outros órgãos de defesa e segurança estão orientados para a entrega total e a utilização do uso da força apenas como último recurso.

Disse esperar dos partidos políticos concorrentes às eleições de 23 de Agosto a cooperação que se impõe.

Pediu, com efeito, às formações políticas e coligações de partidos no sentido de educarem os seus militantes e simpatizantes para a observância do civismo, tolerância política e espírito patriótico durante todas as fases do processo eleitoral.

As projecções e resultados menos conseguidos não devem constituir motivo para colocar em causa e em risco o clima de paz que o país vive desde 2002, referiu.

Adiantou que o encontro com os representantes políticos impunha-se, tendo em conta a experiência dos processos eleitorais anteriores e o registo de situações menos boas ocorridas em algumas regiões do país.

Disse tratra-se de situações que têm a ver com desentendimentos entre militantes de partidos políticos, desrespeito aos símbolos de partidos adversários e discursos de incitação à violência.

Segundo o dirigente, tais factos não são recomendáveis para quem almeja um processo eleitoral que decorra num clima de paz, harmonia, segurança e tranquilidade.

“Devemos ter sempre presente que os interesses do país devem estar acima de todos os interesses, quer sejam de partidos políticos, grupos, associações e de pessoas singulares ou colectivas”, concluiu.

Os representantes dos partidos MPLA, UNITA, PRS, APN e coligação CASA-CE estiveram presentes no encontro, que durou cerca de três horas.

Presenciaram também o encontro, decorrido no salão nobre do MININT, em Luanda, o presidente da Comissão Nacional Eleitoral (CNE), André da Silva Neto, e o director de Tecnologia para as Eleições do MAT, António Lemos. (ANGOP)

DEIXE UMA RESPOSTA