Helicóptero militar alemão cai no Mali

(DR)

Aeronave da Bundeswehr integrava missão de paz das Nações Unidas no norte do país africano. Causas do acidente estão sendo apuradas, mas fontes não acreditam que se tratou de ataque. Dois soldados alemães teriam morrido.

Um helicóptero alemão caiu nesta quarta-feira (26/07) na região de Gao, no Mali, matando dois militares alemães, segundo afirmaram agências de notícias internacionais, citando fontes oficiais. A aeronave era parte da missão de paz das Nações Unidas no país, chamada Minusma.

A operação enviou uma equipe ao local do acidente para iniciar uma investigação sobre as suas causas e as circunstâncias em que ocorreu, informou um porta-voz da missão, Farhan Haq, em Nova York.

Ahmad Makaila, outro porta-voz da Minusma, disse à agência de notícias alemã DPA que o helicóptero, pertencente à Bundeswehr (Forças Armadas da Alemanha), caiu por volta das 12h30 (hora local), perto da cidade de Tabankort.

Segundo a agência de notícias AFP, uma fonte da ONU disse que “nada até o momento” sugere que o helicóptero tenha sido atacado. Ele sobrevoava uma região conhecida por ser cenário de frequentes confrontos entre grupos armados rivais, bem como de ataques jihadistas.

A Minusma é considerada uma das missões de paz mais perigosas das Nações Unidas, com um saldo de dezenas de soldados mortos em seus quatro anos de operação. Ela conta atualmente com mais de 13 mil militares e quase dois mil policiais.

A Alemanha reforçou sua presença no país africano neste ano, enviando vários helicópteros e aumentando o número de oficiais alemães atuando no monitoramento da situação na região.

A Minusma foi enviada ao Mali em 2013 para barrar a expansão de rebeldes e jihadistas no norte do país e apoiar o governo enfraquecido. Em março de 2012, um golpe militar mergulhou a região no caos. O Mali é considerado um refúgio de grupos extremistas, alguns deles ligados à Al Qaeda. (DW)

DEIXE UMA RESPOSTA