Grupo francês pode explorar porto comercial de Bissau

Porto de Pidjiguiti em Bissau. (Flickr.com)

O grupo francês Necotrans poderá vir a ser escolhido pelo governo guineense para gerir o porto comercial de Bissau, num concurso internacional, cujo desfecho será conhecido no próximo mês de Agosto.

O concurso para a concessão do Porto ainda não teve o seu epílogo, mas no país circulam rumores sobre a alegada venda ou cedência do porto comercial de Bissau a uma empresa estrangeira.

O ministro dos Transportes da Guiné-Bissau, Fidelis Forbs desmentiu, esta quarta-feira, as notícias que circulam no país que dão conta que o principal porto comercial da capital, teria sido vendido ou dado em concessão, por um período de 90 anos, a uma empresa estrangeira.

Segundo Fidelis Forbs, há a intenção das autoridades guineenses concederem a gestão do porto de Bissau, num processo que já vinha de trás, mas até à data nada foi decidido.

A escolha vai recair ou no grupo francês Necotrans ou na empresa ICTSI das Filipinas. Estes dois grupos apresentaram ao Governo guineense propostas técnicas e financeiras para assumir a gestão do porto.

Se tudo correr como o previsto, logo no inicio do mês de Agosto será anunciado o nome da empresa vencedora do concurso internacional para gestão e exploração do Porto de Bissau em moldes a definir, isto é a que preço e período de tempo. (Rfi)

DEIXE UMA RESPOSTA